Google

Obama como exemplo para o governo brasileiro

em:5 de janeiro de 2009
Barack Obama foi eleito recentemente nos Estados Unidos, um dos principais temas abordado pela mídia sobre a sua trajetória durante a eleição foi a utilização da Internet como meio de comunicação. Mostrarei nesse post como Barack Obama utilizou a Internet a seu favor e como poderia ser utilizada da mesma forma aqui no Brasil, que por enquanto ainda é um pais “desconectado” nesse sentido.

Obama foi declarado por alguns o Presidente 2.0, outros disseram que a Internet o elegeu. De uma maneira ou de outra o importante foi que a Internet fez a diferença e a maneira como Obama a utilizou. A maneira como ele atingiu o seu público de eleitores foi utilizando ferramentas da nova web ou web2.0, onde existe uma via de mão dupla entre Obama e ponta de Internet, os seus eleitores. Uma das ferramentas que mais impressionaram pelo seu uso foi o Twitter, considerada como uma ferramenta simples e as vezes fútil, mas que se bem usada é uma forte arma de interação e de fonte de opinião em tempo real.

Twitter

Barack Obama conseguiu com o Twitter manter seus eleitores informados com cerca de 263 atualizações, na maioria delas para links para transmissão ao vivo dos seus comícios. Os eleitores obtinham informações em tempo real e podiam assistir de casa ao vivo. Ele também conseguiu chegar ao posto de usuário mais seguido no Twitter(mais de 165 mil seguidores), ou seja, a pessoa mais ouvida quando há alguma atualização.

twitter-obama

John McCain percebendo o sucesso de Obama na ferramenta passou a utilizá-la, porém com poucas atualizações, escutando poucas pessoas(4,940) e possuindo poucos seguidores (6,036).

twitter-mccain

Hillary criou um típico perfil “marketeiro” onde as informações só fluem em uma direção. No caso de Hillary ela possuía apenas seguidores e não seguia ninguém, portanto perdeu a oportunidade de conhecer melhor os seus eleitores e criar uma via de mão dupla. O uso da ferramenta também não foi tão efetivo, dado que seguiam 7,171 pessoas, um número pequeno comparado ao de Obama.

twitter-hillary

Vídeos

Outra ferramenta utilizada, que trouxe grande impacto, foi o YouTube. O presidente eleito criou um canal no site de compartilhamento de vídeos, onde veiculava seus comícios, entrevistas e depoimentos de seus eleitores. Foram mais de 1800 vídeos, tendo o vídeo mais assistido cerca de 5 milhões de visualizações.
O YouTube apresenta grandes vantagens sobre a TV, pois podemos assistir os vídeos a qualquer momento, as pessoas podem compartilhar o vídeo e pode-se ter feedback através dos comentários e quantidade de visualizações.
Além do YouTube foi utilizado um canal de transmissão de vídeo ao vivo, onde as pessoas poderiam acompanhar os comícios sem precisar ir ao local.

Após a eleição

O melhor de tudo é que as ferramentas da Internet não foram usadas apenas para a promoção de Obama durante a eleição, continuam sendo utilizadas a favor do governo e da participação efetiva dos cidadãos, principal pilar da democracia. No site change.gov, podemos conferir a agenda do presidente, participar fazendo perguntas e votar nas perguntas mais relevantes(as perguntas mais votadas são respondidas)

Voltando ao Brasil

Por aqui, temos um sistema eleitoral eficiente(onde podem ocorrer falhas mas que por enquanto anda muito bem obrigado). Porém o que vemos são péssimas campanhas eleitorais, que ainda utilizam ferramentas do século passado ou anteriores.
Mas o pior de tudo não é o processo eleitoral, o que mais gostaria de enfatizar é o uso das ferramentas tecnológicas a favor do exercício da democracia e da transparência de informações perante a sociedade. Por que não criar um espaço onde temos voz? Por que não criar um espaço mostrando as contas, os gastos, por onde andam as pessoas, quais suas agendas ou qualquer informação que seja de interesse público?

Mas nem tudo está perdido, algo já começa a ser feito

Encontrei algumas ferramentas brasileiras e do próprio governo, principalmente em relação a transparência dos gastos. Essa transparência, que não parece tão transparente assim, pois leva-se algum tempo até encontrar as informações que várias vezes estão desatualizadas.

Segue algumas que encontrei:

http://www.brasil.gov.br/transparencia/
http://www.excelencias.org.br/
http://www.google.com.br/eleicoes2008/
http://www.portaltransparencia.gov.br/
http://www2.camara.gov.br/transparencia
http://www.portaldatransparencia.pe.gov.br/
http://www.governotransparente.com.br/ -> esse assistiu algumas aulas de HTML !

Ainda teriam vários tópicos a serem mostrados mas não quero alongar mais esse post. Em resumo: a tecnologia é uma ferramenta que pode e deve ser usada para a democracia e transparência. Não podemos apenas nos gabar de um sistema eleitoral eficiente, se após a eleição tudo volta para o século passado ou anterior.